segunda-feira, 21 de abril de 2008

sexta-feira passada teve um show no palácio das artes em comemoração aos 50 anos da bossa nova. rapaz, que show bacana! a apresentação ficou por conta do miele. apresentaram-se na ordem: fernanda takai, leny andrade, carlos lyra e emílio santiago.

a voz da fernandinha é uma coisa. aliás, por inteira. que mulher fantástica. o jonh deve ser um dos caras mais felizes do mundo. não conhecia a leny andrade e gostei bastante – mesmo com as dancinhas a la jô soares. o ponto alto do show foi a participação do carlinhos lyra contando suas histórias com vinícius de moraes. com a imitação do lyra, parecia que o poetinha tava ali no palco do palácio. emíliio santiago fechou a noite com uma boa participação e no fim todos voltaram pra cantar ‘se todos fossem iguais a você`.

rapaz, depois desse show, minha vontade de conhecer o rio só aumentou. fosse em outros tempos eu preferiria ir à guarapari do que ir ao rio. mas depois que eu descobri a bossa nova, fui ficando cada vez mais carioca; por mais estranho que isso possa parecer.

2 comentários:

carolline, disse...

que na verdade todo mundo tem esse pouco de rio. que o rio é essa coisa assim, que é tudo. é uma força estranha. é uma fome que não acaba nunca mais.

hoje renan, gisele e naná vieram aqui em casa. deixamos a parede do quarto toda colorida. quando você vier, poderá também sujar as mãos e deixá-las na parede.

você já ouviu ana cañas?
é uma delícia!
acho que vai gostar!

beijos matheus!

João Teixeira disse...

Aí, esepro que já tenha comprado a Vodka Preta, ou essa cantada por estadia aqui no Rio transvestida de crítica de show não vai funcionar não.